ARTIGOS

FLUXO DE CAIXA, E AGORA?

Vou tentar facilitar a compreensão de um dos maiores “bichos” da administração financeira de uma organização, a ferramenta de fluxo de caixa. Imagine a seguinte situação, um atleta profissional, ciclista, jogador de futebol, corredor ou qualquer outro que você preferir, tem a necessidade básica em seu desempenho sua forma física e mental. Dentre a parte física há uma parte funcional extremamente importante denominada aeróbica, ou seja, em termos simples, a capacidade de fôlego desenvolvida. Agora transfira sua imaginação para sua organização e relacione seu fluxo de caixa como sendo o fôlego de sua empresa.
Ótimo, agora que consegui facilitar tal abordagem você deve ter percebido que esse tal de fluxo de caixa é um item de essencial atenção. Certo, e percebeu que maior fôlego é igual a melhor desempenho, então, vamos seguir o raciocínio e vamos trabalhar nisso, ok?
Continuo no meu objetivo de facilitar minha abordagem utilizando um conceito universal para definição. Fluxo de caixa se trata da saída e entrada de dinheiro, ou demais recursos financeiros em um prazo determinado. Seu uso mais comum é diário, com projeções semanais, mensais e até anuais.
Teoricamente isso não é tão difícil, o problema consiste especialmente na parte prática e são dois fatores críticos que impactam no seu desempenho, neste caso são controle e disciplina. O controle é o fator financeiro que objetiva manter de forma organizada os registros de saídas e entradas dos recursos, a disciplina consiste em utilizar o fator anterior todos os dias, ou melhor, em todas as movimentações financeiras.
Um exemplo prático. Às 8 horas da manhã do dia de hoje você pagou a fatura de luz do estabelecimento de sua empresa no valor de R$ 100,00. Aplique controle e registre essa movimentação em seu caixa. Às 14 horas um cliente quitou uma parcela de sua compra no valor de R$ 100,00 agora aplique controle, faça o lançamento e tenha a disciplina para fazê-lo todas as vezes que ocorrer esse ciclo. Uma dica, com o uso da tecnologia softwares poderão facilitar o registro dessas movimentações ao modo dos registros serem imediatos após a ocorrência. Outra dica, pesquise mais sobre o controle de fluxo de caixa na web, livros, profissionais especializados para aumentar sua compreensão e melhorar a adequação de uso dessa ferramenta em sua empresa.
Concluo ao apresentar algumas vantagens de trabalhar o uso correto e efetivo do fluxo de caixa. A principal, conhecer a disponibilidade de dinheiro ou recursos financeiros disponíveis após cada movimentação financeira de sua empresa, assim, como através das projeções oriundas da correlação dos valores de contas a pagar e receber o perceber saldo disponível daqui uma semana, um mês ou ano. As vantagens secundárias são reflexos da principal, com todas as movimentações financeiras em dia o empresário constatará disponibilidade de recursos financeiros e possibilitará ajustar o seu planejamento para direcionar as sobras em investimentos que aumentará a capacidade de produção, de vendas ou área prioritária requerida. Ou, também constatará ausência de recursos em determinado prazo e buscará crédito em financiamentos ou investimentos.
Mais fôlego requer mais treino, valorize a ferramenta do fluxo de caixa e melhore o desempenho.
Um abraço!
Henrique Fernando Pies - Consultor empresarial

Postado em: Terça-feira, 31 Outubro 2017.

Gostou desta matéria? Compartilhe com seus amigos...