ARTIGOS

Conheça as 10 áreas de Gerenciamento de Projetos


Fonte: Segplan

Você já parou para pensar que sua vida é um projeto? Sim, sua vida e tudo nela são projetos. Você deve ter alguns sonhos, objetivos que quer alcançar tanto no âmbito pessoal como profissional. Que tal fazer um projeto a partir dos seus objetivos?
Primeiramente vou querer tirar um pouco da sua noção inicial que associa projeto a algo complexo, demorado e dispendioso, na qual você já perde muitas vezes a vontade antes mesmo de iniciar. Não é assim, um projeto pode ser simples, objetivo e fácil. O projeto poderá ter uma cara intuitiva, na qual você durante o processo de realização ainda irá se divertir. Para tornar o projeto uma aventura prazerosa vou começar a descrever as 10 áreas fundamentais de todo e qualquer projeto. Já adianto que não há uma área com menor ou maior relevância todas são caracterizadas de igual valor.
Escopo: Existem dois tipos de escopo:
Escopo do produto: Características e funções que descrevem o produto, serviço ou resultado que será produzido.
Escopo do projeto: Trabalho que deve ser realizado para entregar o produto, serviço ou resultado com as características e funções especificadas.
O gerenciamento do escopo visa garantir que o projeto inclui todo e somente o trabalho necessário para que os requisitos sejam atendidos e o projeto seja concluído com sucesso. Ou seja, a principal premissa do gerenciamento de escopo é definir e controlar se o que está sendo realizado está sendo cumprido conforme definição na etapa de planejamento.
Tempo: Os processos desta área do conhecimento são: planejar o gerenciamento do cronograma, definir, sequenciar e estimar as durações das atividades, desenvolver e controlar o cronograma.
Custos: Os processos desta área envolvem o planejamento do gerenciamento dos custos; as estimativas dos custos; determinação do orçamento; e controle dos custos do projeto.
Qualidade: Os processos desta área do conhecimento envolvem o planejamento do gerenciamento da qualidade, o gerenciamento e o controle da qualidade.
Recursos: Os processos de gerenciamento dos recursos envolvem planejar o gerenciamento dos recursos, estimar e adquirir os recursos das atividades, desenvolver e gerenciar a equipe, e controlar os recursos.
Comunicações: Dentro do gerenciamento das comunicações deve ser desenvolvido um plano de comunicação do projeto com abordagem apropriada a cada caso e baseado nas necessidades de informação e requisitos das partes interessadas e nos ativos organizacionais disponíveis.
Riscos: A premissa desta área é identificar todos os riscos que podem afetar os projetos, buscando soluções para mitigar – ou até mesmo eliminar – o impacto das situações negativas e obter total vantagem das oportunidades geradas pelos riscos positivos.
Aquisições: Os processos desta área do conhecimento envolvem planejamento, condução e controle das aquisições.
Partes interessadas: Esta área do conhecimento diz respeito à identificação de todas as pessoas, grupos ou organizações envolvidas no projeto; análise das expectativas de cada uma das partes; e desenvolvimento de estratégias de integração entre todas as partes interessadas do projeto. Esta área do conhecimento é bem interligada ao gerenciamento das comunicações, uma vez que é imprescindível se ter um fluxo de informações efetivo entre todas as partes interessadas para o sucesso do projeto.
Integração: A integração inclui características de consolidação, comunicação, unificação e inter-relacionamentos, incluindo tomadas de decisão sobre alocação de recursos, balanceamento de demandas concorrentes, exame das abordagens alternativas, adaptação dos processos à realidade do projeto e gerenciamento da interdependência entre as diversas áreas do conhecimento.
Agora que você conhece um pouco mais de todas as áreas pertencentes e relevantes do Gerenciamento de Projetos utilize-as na construção dos seus objetivos. Garanto que um pouquinho de trabalho a mais no início vai te livrar de maiores “dores de cabeça” no futuro. Não faça nada muito complexo e de prazo muito longo. Recomendo que faça projetos sólidos, fáceis e intuitivos com prazos de no máximo 5 anos, as coisas mudam muito rápido para planejar algo detalhado por muito mais tempo. Mas sim, pense em um grande objetivo para daqui 20, 50 anos e faça projetos de no máximo 5 que o levarão mais próximo do seu grande sonho.
Um abraço!
Henrique Fernando Pies - Consultor empresarial

A descrição das 10 áreas de Gerenciamento de Projetos foi extraída do site sigmagp.com.br

Postado em: terça-feira, 19 Mar 2019.

Gostou desta matéria? Compartilhe com seus amigos...